5 minutes reading time (975 words)

Zona do Crime

Zona do Crime

Trabalho apresentado por JORGE ARAGÃO¹ à disciplina de Gestão de Condomínio e Loteamentos, pertencente ao curso de Técnico em Transações Imobiliárias, referente ao exame final, baseado no filme “La Zona – A Zona do Crime”.

INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem por finalidade apresentar pontos sobre o crescimento urbano – A Cidade, sua estrutura, forma e modo de vida.

O filme retrata a vida numa grande cidade com suas desigualdades sociais, ou seja, riqueza e pobreza convivendo lado a lado na imensidão de uma metrópole como a cidade do México, onde nesse caso específico foi construído um condomínio fechado, com luxuosas casas, com sua segurança orgânica própria, sendo rodeados de bairros pobres.

Era noite de aniversário de um dos principais personagens do filme, porém uma tempestade derruba um enorme cartaz em cima do muro que cerca “La Zona” destruindo parte do muro a cerca elétrica, com isso deixando o bairro momentaneamente sem energia. Três jovens da periferia, todos adolescentes se aproveitam da oportunidade para roubar, entretanto ao entrarem na primeira residência são apanhados pela moradora, uma senhora de idade avançada e que estava armada, porém, um dos jovens acaba por matar a senhora, mas a empregada da casa aciona o alarme, e, durante a fuga dos menores, três são mortos pelos seguranças e um caseiro acidentalmente mata um dos seguranças, começando então uma enorme confusão, onde se contrasta a precariedade da segurança interna, a falta de um plano de contingências, o descaso com autoridades policiais e com o próprio Estado, pois o que se vê durante todo o filme é um dos jovens que consegue incialmente fugir, ser perseguido pela segurança e pela “milícia” formada pelos moradores, conforme aprovado pelo Conselho do Condomínio. 

O tempo todo assistimos o contraste cultural, a falta de ética, a moral distorcida, decisões tomadas à margem da lei, a corrupção interna e externa, e a falta de um Estado presente e substituído por leis próprias efetuadas pelos próprios moradores, o que nos lembra o “Código de Hamurabi”. 

Fica patente que o condomínio em questão é uma “Ilha de Excelência” com suas próprias leis, formada por uma sociedade que vive fora de sintonia com a sociedade externa e com o mundo, onde podemos fazer aqui, um contraste com outro filme: “Ilha das Flores”, onde poderemos contextualizar melhor essa síndrome recorrente em razão dos condomínios, e modo de vida afastado da grande maioria da população, uma ótima reflexão para que possamos planejar e repensar a futura arquitetura urbana que seja mais adequada em atender à grande maioria da população. 

ILHA DAS FLORES 

No início do vídeo o narrador diz: “Os seres humanos são animais mamíferos, bípedes, que se distinguem dos outros mamíferos como a baleia, ou bípede como as galinhas, principalmente por duas características: 1. O telencéfalo altamente desenvolvido, e 2. O polegar opositor. O telencéfalo altamente desenvolvido permite aos seres humanos armazenar informações, relacioná-las, processá-las e entende-las. O polegar opositor permite aos seres humanos o movimento de pinça dos dedos o que por sua vez permite a manipulação de precisão”. 

O possuidor do telencéfalo altamente desenvolvido e possuidor do polegar opositor, por definição é um ser humano, que provido dessa conjugação mudou o mundo. Será? 

Ele foi à guerra, massacrou e subjugou seus opositores, apesar de possuir o poder de criar, desenvolver a sociedade onde vive, mas sempre usou esse poder para auferir lucros, ganhar dinheiro, porém, a narrativa do filme demonstra que nem todo bípede, apesar de possuir um telencéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor, detém o poder, desenvolve ou cria novos sistemas sociológicos para melhoria da civilização, pois boa parte, apenas utiliza sua capacidade como moeda de troca pessoal, sem contribuir sociologicamente com sua comunidade, visando tão somente o seu lucro pessoal, o dinheiro. 

Com o único objetivo de gerar lucro e ganhar dinheiro, o ser humano passou a gerar desperdício, lixo, doenças e nesse momento foram criadas as “Ilhas das Flores”, onde uma parcela da sociedade foi levada à periferia, abandonada pela sociedade consumista dos telencéfalos altamente desenvolvidos com polegares opositores e com dinheiro. 

O povo da “Ilha das Flores” é constituído por seres humanos, portanto, possuem telencéfalo altamente desenvolvido com polegares opositores, porém, sem nenhum dinheiro, vivendo, portanto, à margem da sociedade e subjugados pelos mais capacitados financeiramente. 

Finalizando o narrador define que o ser humano se diferencia dos outros animais pelo telencéfalo altamente desenvolvido, pelo polegar opositor e por ser livre. Aquele que tem liberdade alcançou um grau educacional e cultural que o diferencia daqueles que apenas visam o lucro, esses se preocupam em deixar um mundo melhor para seus filhos, netos e velhos, para que não tenham a necessidade de assim como os porcos e aqueles moradores das ilhas das flores, de catar no lixo a sua sobrevivência. 

CONCLUINDO

Ao término do filme “La Zona” podemos ver que ainda existe esperança, pois o principal personagem, percebe a estupidez de seu pai, de seus colegas, da sociedade onde vive, sendo que, em um primeiro momento, sua primeira reação é o confronto, depois de solidariedade com outro ser humano e por fim a decência em dar um enterro digno ao jovem que foi massacrado por seus pares, terminando por encostar seu carro importado na esquina de uma das favelas e fazendo um lanche em local que sequer podia imaginar antes, que existia.

 

______________________________________________________

¹Jorge Luiz Aragão dos Santos, empresário do ramo de consultoria, graduado no curso de Gestão de Segurança Privada pela UVV – Universidade Vila Velha. Especialista em Segurança – MBS – Master in Business Security pela FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado-SP. Possui o curso de Dignatary and Witness Protection Course – T.E.E.S – Tactical Explosive Entry School. Filiado a IALEIA – Associação Internacional de Analistas de Inteligência de Segurança Pública.  Técnico em Transações Imobiliárias – TTI. Palestrante Convidado pela UVV – Universidade Vila Velha, Faculdade Novo Milênio, Grupo Buaiz e outros.

9
VIDEOMONITORAMENTO EM VILA VELHA - SEGURANÇA PÚBLI...
Artes Marciais no Presídio de Xuri em Vila Velha -...

Posts Relacionados

 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Quinta, 06 Agosto 2020

Powered By Budō Creative.